terça-feira, 27 de maio de 2008

Quem espera sempre alcança... eu espero.




A ESPERA E A ESPERANÇA

Quero falar-te novamente da espera. Da palavra espera. Espera vem de esperança. A espera vem da luta desigual entre o bem e o mal e da simbologia que isto encerra. Quando espero, sei que nada posso fazer, sei que tenho de parar de lutar, tenho de desactivar a luta. Quando espero, aprendo a cooperar com o céu, aprendo a reagir esperando, aprendo a reagir entregando. Quem espera, entrega. Sabe que não pode, sabe que não sabe.

Quem espera sente que é apenas o suporte dos acontecimentos, o veículo da vida a acontecer por si própria. Quem espera sabe que a vida acontece sozinha, sem que se tenha de pôr a mão. Ao esperar, eu aceito o que vier, aceito o tempo que demorar, aceito a minha condição de impotente perante o rumo dos acontecimentos.

A espera. Nunca me cansarei de falar dela. É a dama honrosa que nos acalma, que nos ajeita, é a fonte de toda a sabedoria. Mas a espera não é vazia. Traz o seu ancestral acoplado, a esperança. A não desistência.
Eu não sei o que vem, mas sei que vem. Por isso, não desisto. Porque sei que vem. Apesar de não saber o que é, conto que seja o melhor. Por isso é tão difícil, por ser um longo mergulho no desconhecido. Por isso é tão mágico, devido aos resultados serem sempre inesperados e simbólicos.

A espera. A esperança. A crença. A luz.

Este Jesus Cristo Que Vos Fala 2, A Lógica do Céu e a Lógica da Terra, Alexandra Solnado

sábado, 24 de maio de 2008

acabadinha de fazer...









olá meus caros!!! cá está mais uma das minha criações... como vêm estou numa de escultura! Esta, foi realizada em barro tratado e demorou uma média de duas horas e meia... espero que gostem. beijinnhossssss